\\ Texto Maria Amélia Pires
\\ Fotografia Direitos Reservados

Mário Macilau

Único Sentido

Inaugurada no dia 16 de março, na Galeria Mov’Art, na Baía de Luanda, Angola, Único Sentido é uma exposição de Mário Macilau que engloba várias disciplinas artísticas – fotografia, poesia, instalação e pintura –, mas que tem uma mesma base: o ponto de observação da reação do comportamento humano perante factos, momentos e contextos.

Mário Macilau nasceu em Maputo em 1984, onde vive e trabalha atualmente. Iniciou-se na fotografia em 2003, tornando-se profissional em 2007. Especializou-se em projetos de longo termo, focados nas condições de trabalho, de vida e ambientais que afetam grupos socialmente isolados. A sua obra tem sido premiada e reconhecida no seu país e um pouco por todo o mundo em exposições individuais e coletivas. Foi um dos três artistas presentes no Pavilhão do Vaticano, na Bienal de Veneza, em 2015, sendo que os mesmos trabalhos foram expostos um ano depois em Nova Iorque. Em 2015 foi também considerado pela revista Foreign Policy um dos cem principais pensadores globais (100 Leading Global Thinkers), tendo sido premiado numa cerimónia em Washington D.C. O artista também foi eleito para receber o Prémio da União Europeia para o Ambiente (2015) e a Bolsa de Artes Visuais da UNESCO-Aschberg (2014), entre muitas outras distinções, como a mais recente, o prémio Tiroche de Leon em Israel que irá receber em Tel Aviv em outubro.

Em Único Sentido, Macilau percorre o rumo das decisões locais e mundiais que conduzem a extremos similares, mas simultaneamente antagónicos: um mundo bipolar, igual e diferente de pensamentos, reações, vivências e subterfúgios.

PARTILHAR O ARTIGO \\