\\ Texto Maria Amélia Pires
\\ Fotografia Direitos Reservados

João Barradas Trio

Apresentação do álbum Directions

Editado pela Inner Circle Music, nos EUA, e pela NISCHO Records para a Europa, Directions é o primeiro álbum, enquanto líder, do acordeonista e compositor João Barradas, que conta com a produção do prestigiado saxofonista Greg Osby e tem como convidados, num ensemble, Gil Goldstein e Sara Serpa, para além de reunir alguns dos melhores músicos do panorama português. João Barradas é o atual vencedor do Made in New York Jazz Competition, tendo como júris Joe Lovano, Randy Becker e Lenny White, e foi o vencedor recente do Prémio Jovens Músicos. Ainda que o seu percurso, em termos de carreira firmada, seja recente, tem já um longo caminho atrás de si na música clássica, contemporânea e música improvisada, tendo já colaborado com alguns dos mais importantes músicos do mundo, tais como Gil Goldstein, Fabrizio Cassol, Mark Colenburg, Jacob Sacks, Rufus Reid, Federico Malaman, Philip Harper, Bobby Sanabria ou Tommy Campbell.

Os 11 temas deste Directions conduzem a diferentes ‘direções’, citando um Jazz moderno fundido com dois instrumentos peculiares e raros neste estilo musical, o acordeão acústico e o acordeão midi. Apesar de o disco ter a participação de uma mão-cheia de músicos, como André Fernandes, João Paulo Esteves da Silva, André Rosinha, Bruno Pedroso e o já referido Greg Osby, foi uma ‘orquestração’ de um trio e é nesse formato que se apresentou ao público. João Barradas, no acordeão e acordeão midi, André Rosinha, no contrabaixo e baixo eléctrico, e Bruno Pedroso, na bateria, foi o Trio que apresentou Directions, no passado dia 30 de março, no Pequeno Auditório do CCB (Centro Cultural de Belém), em Lisboa.

PARTILHAR O ARTIGO \\