Turismo e Lifestyle em Portugal

Rita Andrade Soares

CEO Herdade da Malhadinha Nova

Sentir Portugal

«Afinal, a melhor maneira de viajar é sentir.

Sentir tudo de todas as maneiras.

Sentir tudo excessivamente,

Porque todas as coisas são, em verdade, excessivas (...)»

Álvaro de Campos ­­­

 

Se descrevesse Portugal a quem nos visita, seria utilizando as palavras de Fernando Pessoa. Portugal é hoje uma ‘coisa excessiva’ e deve ser sentido excessivamente.

Excessivamente belo, Portugal oferece uma diversidade de paisagens naturais de cortar a respiração. Desde o intenso verde do Minho ao Douro, «um excesso da Natureza» esculpido pelos socalcos onde se erguem videiras centenárias; ao Alentejo, terra de planícies de mil cores e de serenidade incomparável: «o mistério da tua imensidão, onde o tempo caminha sem chegar!»; ou à costa, com praias de areia fina e branca e de mar salgado: «Oh mar salgado, quanto do teu sal são lágrimas de Portugal». Estes são apenas alguns dos exemplos da beleza ímpar do nosso país, eternizada nas palavras de Miguel Torga e de Sophia de Melo Breyner Andersen.

Excessivamente acolhedor, o português é, pela sua natureza, cordial e detalhista na arte de bem receber. É hospitaleiro, e a sua simpatia e forma familiar e natural de dar as boas vindas transformam a experiência de quem visita Portugal memorável.

Portugal é um destino de turismo que oferece um nível de tranquilidade, paz e segurança bastante valorizado, num momento em que tragédias acontecem frequentemente por todo o mundo.

O clima ameno, a gastronomia, os vinhos, a arquitetura, as heranças culturais, as tradições e modernidade, apresentados de mãos dadas, são alguns dos pretextos para que Portugal seja referido de forma cliché com a frase: «Portugal está na Moda».

E não sou eu que o digo. É de há alguns anos para cá referido inúmeras vezes pelas mais prestigiadas publicações internacionais, tais como o New York Times, The Guardian, USA Today, El País, Forbes magazine, National Geogrphic, Travel & Leisure e Conde Nast Traveller, em frases como:

«Portugal é o melhor destino na Europa» – USA TODAY

«O Porto é a cidade a visitar em 2017» – FORBES MAGAZINE

«O Alentejo será a nova Toscana» – THE GUARDIAN

«Portugal um dos melhores destinos a visitar este ano» – NATIONAL GEOGRAPHIC

«Portugal é o destino do ano em 2016» – TRAVELL + LEISURE

«Alentejo um destino que deve ser visitado» – NEW YORK TIMES

Em 2015, quando apresentei o primeiro volume do meu livro intitulado «Portugal Wine & Lifestyle», onde referi alguns dos melhores projetos de Turismo de Vinho em Portugal, utilizei esta frase: «deveríamos vender Portugal como se de Joalharia se tratasse». Passaram dois anos e esta frase adequa-se cada vez mais aquilo que hoje Portugal tem para oferecer: projetos hoteleiros com conceitos dinâmicos, criativos e inovadores, recuperações de edifícios históricos... Estes e muitos outros excessos fazem com que Portugal seja um dos destinos mais desejados do mundo.

E termino a minha opinião sobre o turismo em Portugal com uma pequena descrição do super-designer Philippe Starck, que vive por cá, tem um avião privado e chega a estar em três países diferentes no mesmo dia. Depois de viajar intensivamente por todo o mundo, encontrou em Portugal o seu abrigo: «Amo Portugal e os Portugueses, Portugal é o último lugar no mundo onde as pessoas ainda têm um alto nível de Humanismo. Aqui, encontram-se pessoas humanas, honestas, trabalhadoras, gentis. É por isso que vivemos em Portugal».

Obrigada! 

PARTILHAR O ARTIGO \\