Praga

Cidade das cem cúpulas

\\ Texto Maria Amélia Pires
\\ Fotografia ©Tourism Praga

O Rio Vltava ziguezagueia através da cidade, cheia de pontes, contrastando com a imponente presença do castelo. As ruelas sinuosas e a arquitetura gótica, renascentista e moderna convivem em perfeita harmonia.

Esta é Praga, uma cidade pulsante, seja pela vida nocturna, pelas galerias e museus, ou pelo incontável número de turistas. A capital da República Checa parece saída de um conto de fadas, levando-nos a imaginar princesas escondidas nas suas ‘cem torres ou cúpulas’. Sendo um dos mais belos e antigos centros urbanos da Europa, o seu Centro Histórico é desde 1992 Património da Humanidade.

As ruelas sinuosas e a arquitetura gótica, renascentista e moderna convivem em perfeita harmonia.

Entre os edifícios mais importantes sobressai o Castelo de Praga fortificado na colina Hradcany. Ao lado, erguem-se a catedral gótica de S. Vito e o Belvedere. No bairro Malá Strana, a igreja de São Nicolau, a igreja do Menino Jesus de Praga e numerosos palácios da aristocracia checa prendem a atenção e, na Staré Město (a Cidade Velha), destacam-se a igreja Týnský, o bairro Josefstadt (judaico), o relógio Astronómico Orloj e a parede Lennon.

‘Criada’ para ser conhecida a pé, para ver e sentir muito mais do que estas palavras podem dizer, Praga «não nos deixa ir embora, esta velha tem garras», nas palavras de Franz Kafka, um dos mais célebres filhos da cidade.

PARTILHAR O ARTIGO \\