\\ Texto Redação
\\ Fotografia Direitos Reservados

Centro de Visitas das Caves Cockburn's

Fundada em 1815, a Cockburn’s ocupou diversos locais em Vila Nova de Gaia, sendo as suas caves, neste momento, as mais extensas na zona histórica da cidade. Em 1920, a marca concentrou, no entanto, todo o seu stock de Vinho do Porto num só local, denominado «Coradas», onde a Cockburn’s ergueu novos edifícios e adaptou antigos armazéns que datavam do século XIX. A família Symington, produtora de Vinho do Porto de 5.ª geração, adquiriu em 2006 as quintas, armazéns e stocks de vinhos da Cockburn’s, acabando por comprar também a marca em 2010. Dois anos depois, o novo proprietário decidiu abrir as caves das Coradas a visitas, mas, em virtude do crescente número de visitantes, os Symington decidiram criar um centro de visitas mais completo. Após extensos trabalhos de requalificação, a Cockburn’s reabriu ao público em julho de 2017.

Sem alterar o caráter ou condicionar a função original dos edifícios, mantiveram-se as robustas paredes de granito dos armazéns das Coradas, onde 6.518 pipas de Vinho do Porto e o equivalente a mais de 10.056 pipas em tonéis e balseiros, envelhecem. As caves continuam acima de tudo a desempenhar a sua primeira função de envelhecimento de Vinho do Porto, ainda que tivessem sido adicionadas novas valências, no sentido de proporcionar experiências que refletissem a autenticidade das caves de Vinho do Porto. Pela seguinte ordem, os visitantes acedem ao Pátio, depois à Receção, seguindo-se-lhes o Museu, os Armazéns de Envelhecimento, passando pela Tanoaria, pela Garrafeira de Porto Vintage, pela Sala de Provas, a Sala John Smithes e terminando na Loja. 

PARTILHAR O ARTIGO \\