Restaurante Seteais

Deleites de um Palácio

\\ Texto Maria Amélia Pires
\\ Fotografia ©Restaurante Seteais

Pertencente ao luxuoso hotel com o mesmo nome e instalado num palácio do século XVIII, o Restaurante Seteais deleita todos quantos o visitam, não só pela cozinha de autor da responsabilidade de um conceituado Chef, e pela riquíssima garrafeira, mas também por aquilo que os olhos alcançam: lá dentro, o requinte dos frescos nas paredes, das louças, dos tapetes de Arraiolos, a atmosfera romântica; lá fora, os labirínticos jardins e a arrebatadora paisagem da Serra de Sintra que se estende até ao mar.

Instalado no luxuoso Hotel Tivoli Palácio de Seteais, numa encosta da Serra de Sintra, o Restaurante Seteais partilha da mesma atmosfera romântica e aristocrática do Hotel. A arquitetura encantadora, o mobiliário de grande riqueza, as tapeçarias e frescos belíssimos estendem-se ao restaurante, também enriquecido com requintadas louças Vista Alegre e amplas janelas denunciadoras da paisagem exterior.

A esta atmosfera aliam-se sabores que enaltecem as raízes portuguesas, mas também as iguarias do mundo, sempre com assinatura do Chef Miguel Silva, que divide o protagonismo com a riquíssima garrafeira e com os produtos mais frescos da terra e do mar.

À atmosfera romântica e aristocrática aliam-se sabores que enaltecem as raízes portuguesas.

À mesa vêm pratos criados com desvelo, como os que constam dos Tasting Moments, que mais não são do que menus de degustação: Seteais Flavours (quatro pratos) e Royal Tasting (cinco pratos). Se a opção for à la carte, o menu é extenso e apetecível. Já com o «Couvert» na mesa, vêm as iguarias «Para começar», como o Foie gras braseado, frutos silvestres, maçã e puré de manga. As sugestões seguintes dividem-se por «Do mar», como Camarão tigre, risoto crocante de coentros, ervilha e glace de marisco, «Do campo para a mesa», como Lombo de novilho, batata anna, espargos, molho de vinho do Porto, e «Vegetariano», como Carolino de batata-doce, rúcula, salsifis e cogumelos. «O grande final» é constituído por desfechos sublimes e doces, como Feulletine de chocolate negro, cobertura de cacau, espuma de laranja e gelado de nata.

Para terminar, sugere-se um passeio pelos frondosos jardins, de onde a vista alcança a floresta secular, o Palácio da Pena e, lá em baixo, o Atlântico.

PARTILHAR O ARTIGO \\