Polana Serena Hotel

The Grande Dame of Africa

No centro da cidade de Maputo, com vista privilegiada sobre a baía da capital moçambicana, fica situado um dos ícones da hotelaria africana. Desenhado no longínquo ano de 1920 e conhecido como a Grande Dama de África, o Polana Serena Hotel, do reconhecido grupo hoteleiro Serena, conserva a sua arquitetura colonial e junta-lhe traços de contemporaneidade com elementos da cultura moçambicana, africana e oriental.
Essa mistura de culturas sente-se de imediato no lobby e áreas de acesso à magnífica piscina do hotel e vai-se repetindo nos 142 quartos (incluem nove suítes executivas e uma presidencial), no Maisha Health Club & Spa (com cinco salas de massagens, um ginásio equipado com máquinas de última geração, hammam e jacuzzi), nos três restaurantes e bar do Polana.
O edifício principal do hotel, imponente e belo, foi o primeiro a ser erguido. Ao longo do tempo foi sofrendo ligeiras alterações, que culminaram recentemente com a remodelação dos quartos, que ficaram mais modernos e tecnológicos mas sem perder o seu charme histórico. O Polana Mar, edifício de construção posterior, deverá ser agora alvo da mesma remodelação.
Situado num terreno de dez hectares, o Polana Serena Hotel conta ainda com vários jardins, um court de ténis e nove villas, para as quais, segundo Miguel Santos, diretor do hotel, existe um projeto a ser desenvolvido em breve.
Hotel histórico, erguido há mais de 92 anos, os seus caminhos cruzam-se com os da história de Moçambique e até mundial. Várias gerações de celebridades, realeza e viajantes passaram pelo hotel. «Temos Chefes de Estado que nos visitam e querem ficar no mesmo quarto onde passaram a lua de mel», afirma Miguel Santos. É aproveitando esta vertente histórica, apostando cada vez mais num serviço de qualidade e olhando o futuro, que o Polana Serena Hotel pretende caminhar, com a ambição de se tornar a referência não só de África mas também do resto do mundo.

PARTILHAR O ARTIGO \\