Château Palmer

Uma viagem às raízes do vinho

\\ Texto Andreia Filipa Ferreira

Se os olhos são o espelho da alma, aquilo que os olhos vêem em Margaux, na comuna francesa de Cantenac, deixaria a alma em espanto. A imensidão verde, estendida por 66 hectares de vinhas centenárias, ganha força a cada passagem do olhar, que parece perder-se na cor até encontrar o genuíno château, que mais admiração traz àquela alma que se deixa voar ao sabor da brisa que transporta os aromas de uva. Talvez esta descrição seja tal e qual aquela que, em tempos que já lá vão, o coronel Palmer usou para descrever a propriedade que o deixou apaixonado. Ainda hoje, mesmo com os sinais do tempo a apagar memórias, o Château Palmer mantém gravado o nome do coronel que, por entre acasos e sonhos, lhe deu o charme cativante que se prolongou pelos séculos.

Com uma história contada por várias mãos que, aos poucos, foram construindo um autêntico império vinícola, o Château Palmer é um símbolo de qualidade e elegância clássica, tanto a nível de vinhos, como de instalações que permitem o envelhecimento e engarrafamento de dois rótulos incluídos na lista dos melhores do mundo: o Château Palmer e o Alter Ego. Nos dias que correm, são os descendentes das famílias Mähler-Besse e Sichel, duas das quatro famílias de comerciantes de vinho que, em 1938, adquiriram o Château Palmer, que assumem a responsabilidade pela propriedade, garantindo-lhe o eterno brilho renascentista, autenticidade e liberdade barroca.

Num solo caracterizado por uma alta densidade de videira ? cerca de dez mil stocks por hectare ? e por um sistema de raízes profundas, a propriedade do Château Palmer inclui ainda uma aldeia, pensada para dar guarida às famílias que, através do seu trabalho, permitem que as atividades de produção e promoção do vinho aconteçam.

No que à adega diz respeito, o Château Palmer revela um equilíbrio entre funcionalidade e estética através de um espaço com impressionantes vigas de madeira onde repousam 54 cubas feitas em aço inoxidável e com temperatura controlada. O laboratório completa a infraestrutura que se mostra perfeitamente adequada para lidar com as uvas e os vinhos com rapidez e eficiência.

PARTILHAR O ARTIGO \\