Nutrição

Tomás Barbosa

\\ Texto Maria Cruz
\\ Fotografia Clínica do Tempo

«Tal pai, tal filho». Assim como este ditado popular nos transmite, é-nos fácil caracterizar Tomás Barbosa como um ser que, ‘hereditariamente’ ou não, seguiu as pisadas do pai, Humberto Barbosa, o homem da Nutrição e Longevidade em Portugal. Tomás escolheu a nutrição como carreira e, hoje, aos 28 anos, é o rosto, junto com o pai, da Clínica do Tempo. Agora, com uma responsabilidade acrescida, e um sorriso estampado no rosto, diz-nos estar «casado com a Clínica do Tempo» e não quer ser acusado de bigamia. Nos tempos livres aproveita para estar com os amigos e com a família. Gosta de viajar, de praticar exercício físico e confessa que o trabalho «é um prazer e não um dever».

Seguiu as pisadas do pai. Quem é este Tomás Barbosa? O novo rosto da nutrição?
Além de nutricionista na Clínica do Tempo sou um apaixonado pela nutrição desportiva e pelo anti-envelhecimento. No meu dia a dia pratico os ensinamentos que damos aos nossos clientes, a nível de uma alimentação saudável, da prática regular de exercício físico, do controlo de stress e do equilíbrio emocional. Os quatro pilares da fórmula da longevidade.

Cresceu no meio da nutrição… 
Por vezes o meu pai levava-me para as suas clínicas e deixava-me ficar lá onde tinha oportunidade de conversar com alguns clientes e assistir às suas espantosas transformações.

O facto do seu pai, Humberto Barbosa, ser também nutricionista influenciou nas suas escolhas? 
Claro que sim. O meu pai sempre foi um exemplo para mim em muitas vertentes: como homem, como pai, como marido da minha mãe, mas também como um profissional que ajudou já milhares de pessoas a atrasarem o seu relógio biológico e a viverem mais anos, com mais saúde.

Sente nas mãos a responsabilidade de fazer prevalecer o bom nome do seu pai e da Clínica do Tempo? 
Essa é uma responsabilidade que, efetivamente, tenho, mas que também é repartida com as dezenas de colaboradores da clínica que, diariamente, tudo fazem para aumentar ainda mais os níveis de rigor e qualidade.

«O meu pai é e sempre foi o meu melhor amigo»

Como é a relação com o seu pai? 
Posso dizer, desculpando-me perante todos os outros excelentes amigos que tenho, que o meu pai é e sempre foi o meu melhor amigo, pois a nossa relação sempre extravasou o laço familiar existente entre nós.

Quais são os seus princípios de vida? 
O meu pai sempre teve o hábito de transmitir, a mim e aos meus irmãos, valores para uma vida honesta, sã e equilibrada. Ofereceu-nos um quadro com várias frases pelas quais sempre se regeu. Frases como: «where there is a will there is a way», «a necessidade aguça o engenho», «devagar se vai ao longe», «no pain no gain». E também algumas palavras soltas: honestidade, humildade, respeito, generosidade, auto-estima, solidariedade e perseverança.

Olham para si como filho de Humberto Barbosa ou como um gestor, com um rumo traçado por si? 
Nós devemos pensar sempre pela nossa própria cabeça, e eu desde muito cedo que penso com a minha. Se tivesse escolhido outra profissão certamente que teria tido o mesmo apoio por parte do meu pai. O meu caminho sou eu que o traço, percorro, e as metas da minha vida sou eu que as escolho.

Com 28 anos já assume um papel fulcral na clínica. O que podemos esperar do Tomás daqui a dez anos?  
Foi este ano que a Clínica do Tempo Dr. Humberto Barbosa passou a chamar-se Clínica do Tempo Dr. Humberto Barbosa e Dr. Tomás Barbosa e que a foto de capa da brochura foi substituída por uma fotografia minha e dele. O que é que isso significa?! Pode significar muitas coisas, mas uma delas é que o meu pai precisa de, gradualmente, ir ficando com mais tempo para ele próprio. E assim alguém deve preencher esses espaços temporais dando seguimento ao projeto que ele iniciou há 33 anos. É esse o meu papel hoje e daqui a 10 anos estará a ser executado ainda com mais profundidade e abrangência.

PARTILHAR O ARTIGO \\