Lake House

Simplicidade desenhada com liberdade

\\ Texto Maria Cruz
\\ Fotografia Marcelo Lopes

Iluminada ou não, o cenário é idílico. Envolta por uma área em perfeita harmonia entre a terra e o céu, perde-se de vista o volume da Lake House, na Quinta do Lago, no Algarve. Do volume principal, a paisagem exibe-se com um vão de 47 metros livres. Seduz os pensamentos alheios. Fica-se preso na paisagem e na arquitetura, simples, mas perfeitamente desenhada, mantendo os volumes simples e permitindo que a natureza faça o resto. Esta mansão, se assim lhe quisermos chamar, está em sintonia com as zonas verdes, das quais o jardim, simples, deixa respirar toda a excelência inerente a esta casa. Os dois pisos que compõem esta moradia de luxo tornam-se desafiantes. Tudo capta atenção! Todos os espaços têm vista. Comecemos pela piscina exterior, inserida no primeiro piso da casa, 118 m2 de comprimento, que convida a um mergulho demorado, com vista para a planície verdejante e para o lago que se encontra mesmo de frente, proporcionando momentos perfeitos. No mesmo piso, encontramos a sala de estar e jantar, unificadas, que nos faz imaginar um verdadeiro momento de elegância, à medida que se apreciam os paladares da cozinha e se prolonga a vontade de pausar neste habitat…, enquanto os quase 16 metros de vão automatizado e envidraçado recolhe para dentro das paredes, dando liberdade ao olhar e unindo o interior e o exterior. Do lado de fora, o extenso lago dá as boas-vindas aos convidados. Um lago que desenha a casa. Sobe-se ao piso de cima, através de uma escada metálica circular. Eis o quarto principal da casa, um verdadeiro quadro paisagístico natural. A zona frontal do quarto, toda feita de vidro, é como que um espelho da beleza exterior. Não haverá motivos para se dormir fora! Aqui, no silêncio da natureza, o tempo passa e a beleza mantém-se intocável. 

Projeto Arqui+, By Arquiteto Vasco Vieira

Em perfeita harmonia entre a terra e o céu.

Denominação dos Espaços:

PARTILHAR O ARTIGO \\