Antiqvvm

No rumo das estrelas

\\ Texto Andreia Filipa Ferreira
\\ Fotografia Mário Cerdeira

Começamos por apresentar um conselho ao nosso leitor: antes de se sentar à mesa do Antiqvvm, enamore-se pela paisagem sublime que traz o Douro para tão perto. Com os jardins da Quinta da Macieirinha a pintar o cenário perfeito, o espaço exterior do restaurante que, há um ano, deu nova vida ao antigo Solar do Vinho do Porto, é incrivelmente romântico e acolhedor. Já dentro de portas, o trabalho de arquitetura de Pedro Macedo e o design de interiores de Francisco Neves surpreendem os visitantes com um ambiente cosmopolita, requintado e, sobretudo, confortável. O vinho, esse, mantém-se como um dos elementos mais especiais desta casa do século XIX, com uma garrafeira e um espaço dedicado às provas logo à entrada. Vinhos nacionais, de todas as regiões, incluindo os mais icónicos vinhos do Porto, escolhidos pela sabedoria do sommelier António Lopes, apresentam-se como um dos melhores acompanhantes para as especialidades do chef Vítor Matos. 

O chef Vítor Matos é o rosto do Antiqvvm, o restaurante que deu nova vida ao antigo Solar do Vinho do Porto.

Mas afinal, o que tem este Antiqvvm de tão especial para lhe ser apontado o rumo das estrelas Michelin? Vítor Matos explica: «No Antiqvvm promovemos uma cozinha de influência mediterrânea, criativa e multissensorial, com apontamentos internacionais, utilizando os melhores produtos, frescos e genuínos». Na verdade, na carta do restaurante, sempre dinâmica e sazonal, são várias as referências clássicas da cozinha portuguesa aliadas a um je ne sais quoi moderno. Partindo para os exemplos práticos, com uma entrada fria, apontamos o Da Costa… A Sapateira e o Camarão, um recheio de sapateira com frutos exóticos e melancia, molho de moscatel e yuzo e tártaro de camarão. Já nas entradas quentes, experimente o Tributo ao Michel Van der Kroft, um prato de raviolis de queijo da Serra da Estrela com manteiga de salva. Nas carnes, o Caiu na Cinza traz o novilho com alho fermentado e rabo estufado com cenouras e endívias, enquanto que, nos peixes, o Coral Marinho apresenta o salmonete com couve-flor e molho de ouriço-do-mar. No momento da sobremesa, aprecie o VI Pudim Abade de Priscos, que inclui maracujá em texturas, coco-chocolate e pinhões, por exemplo. 

PARTILHAR O ARTIGO \\