Villas&Golfe International Cup

Uma final bem disputada

\\ Texto Maria Cruz
\\ Fotografia Daniel Camacho

Estamos a 11 de Novembro do ano que acaba de findar. Apesar de o dia parecer estar encoberto pelas nuvens, a prova final tinha tudo para ser um sucesso. Jogadores a postos. Uma final para disputar. Prémios para ganhar. Foi só jogar! Com este exótico cenário e um campo muito apreciado, pelos cerca de 60 jogadores convidados a participar neste que foi o culminar do circuito Villas&Golfe International Cup, só mesmo a entrega de prémios, depois do almoço na Clubhouse, conseguiu ser mais animada e convidativa. A caminhada realizada por todos os participantes, sem excepção, ao longo dos 18 buracos do belíssimo campo do Troia Golf, em Tróia, proporcionou momentos de pura descontracção que contribuíram para que tivesse sido um dia para recordar.


\\ Fotografia Daniel Camacho

Não faltaram elogios! 

«Vim com todo o gosto, só não viria se me fosse de todo impossível», refere Manuel Serrão, o empresário do Norte. Também a participante feminina, Maria de Lurdes, se pronunciou: «este torneio é sempre muito bem organizado e proporciona um convívio fantástico». A organização foi muito elogiada, como provam as palavras de André Navarra, advogado e apreciador da modalidade: «Vale sempre muito a pena vir, todos os anos, a este torneio que é muitíssimo bem organizado, tem um óptimo bar de campo e é sempre em grandes campos de golfe». Também Júlio Magalhães, diretor-geral do Porto Canal, foi ‘arrastado’ para este circuito e os elogios foram muitos: «Quem me trouxe a este torneio foi a Villas&Golfe, a qual acompanho há muito anos. É uma revista que traz prestígio ao golfe. Aceitei o convite porque, além da revista Villas&Golfe, escolheram um sítio bonito, Tróia é espectacular». 

Houve também quem desfrutasse deste torneio, não só pelo prazer de jogar a modalidade, mas também pelo facto de constituir um momento de passeio e relaxamento. «O que me trouxe foi o prazer de jogar golfe e o convívio. É um bom local para passearmos e relaxarmos», disse Teixeira dos Santos, ex-ministro das Finanças.  


\\ Fotografia Daniel Camacho

Este campeonato, organizado pela PMmedia, é já um sucesso. Para uns o grau de dificuldade do campo reflectiu-se no resultado final; para outros tornou-se num autêntico desafio ultrapassado, como prova a lista de vencedores: 1.º Net, Frederico Costa Leite; 2.º Net, Luís Lima; 3.º Net, Rodrigo Silva Pereira; 1.º Gross, Abílio Gonçalves, o grande vencedor da prova; 2.º Gross, Duarte Ferreira; 3.º Gross, Rodrigo Silva Pereira; Nearest To The Pin, Francisco Nunes; Longest Drive, Abílio Gonçalves; e, por último, o prémio de melhor jogadora foi para a Patrícia Castro. Este evento só foi possível realizar-se com o apoio de todos os parceiros associados ao Villas&Golfe International Cup

Fechamos o circuito Villas&Golfe International Cup com esta prova no Troia Golf, em Tróia, depois do sucesso das primeiras etapas: o início, em Outubro de 2015, no Vidago Palace Golf Course; seguindo-se, em Novembro do mesmo ano, a segunda prova no Campo de Golfe do Mangais, em Angola; em Maio de 2016, a prova passou por Moçambique, no Campo de Golfe da Polana; e, por último, foi o Troia Golf que recebeu a final da competição do circuito. Por agora, a certeza é uma: terá início para breve a segunda volta do circuito Villas&Golfe International Cup


\\ Fotografia Daniel Camacho


\\ Fotografia Daniel Camacho

 

Vencedores:

 

Nearest to The Pin – Francisco Nunes

Longest Drive – Abílio Gonçalves 

Prémio melhor jogadora – Patrícia Castro 

3º net - Rodrigo Silva Pereira

2º net - Luís Lima

1º net - Frederico Costa Leite

3º gross - Rodrigo Silva pereira 

2º gross - Duarte Ferreira

1ºgross - Abílio Gonçalves

PARTILHAR O ARTIGO \\